No momento você está vendo Saúde mental em idosos: a importância do suporte emocional e como um plano de saúde pode ajudar

Saúde mental em idosos: a importância do suporte emocional e como um plano de saúde pode ajudar

No artigo de hoje, falaremos sobre os desafios da saúde mental em idosos. Com o envelhecimento da população, a saúde mental dos idosos é cada vez mais importante. Isso porque, com a idade, os idosos são mais experimentados a transtornos ansiosos, como depressão e ansiedade.

Além disso, muitos idosos enfrentaram situações de solidão, isolamento social e perda de autonomia. Isso pode afetar a qualidade de vida e bem-estar dos idosos. Portanto, é fundamental discutir os desafios enfrentados pelos idosos em relação à saúde mental e as formas de ajudá-los.

Continue lendo e saiba mais sobre esse importante tema!

 

Principais desafios enfrentados pela saúde mental dos idosos.

Mesmo sendo um processo natural da vida, o envelhecimento acompanhado de diversos desafios, especialmente quando se trata da saúde mental.

Acontece que os idosos muitas vezes enfrentam problemas de ordem mental/emocional que podem afetar sua qualidade de vida, bem-estar geral e passar despercebidos. No entanto, com o suporte emocional adequado e a ajuda de um bom plano de saúde, esses quadros podem ser apaziguados ou até mesmo revertidos. Bem como, proporcionar uma vida mais proveitosa e prolongada.

De modo geral, a saúde mental dos idosos é uma questão complexa que pode ser facilmente negligenciada. Porém é importante entender que o envelhecimento pode propor diversos desafios emocionais e psicológicos a esse público, tais como:

  • Solidão e isolamento social

Problemas comuns entre o público de terceira idade, a solidão e o isolamento social afetam principalmente idosos que vivem sozinhos ou têm dificuldades em se conectar com outras pessoas, e podem desencadear problemas emocionais, como ansiedade, depressão e até mesmo resultar em doenças físicas, como problemas cardíacos e obesidade.

Quando aliados, esses fatores podem levar também à perda de habilidades sociais e à redução do envolvimento em atividades gratificantes, o que pode afetar negativamente a autoestima e a qualidade de vida da pessoa.

  • Doenças crônicas

As doenças crônicas são outra questão comum que pode afetar a saúde mental dos idosos, podendo ser associadas a dores, limitações físicas e mudanças na qualidade de vida, e levar a sentimentos de tristeza, frustração e desesperança.

Essas doenças podem, ainda, afetar a capacidade dos idosos de realizar suas atividades diárias e provocar a sensação de perda de sua independência e autonomia.

  • Estigma em relação à saúde mental.

Por fim, temos o estigma em relação à saúde mental dos idosos, que representa uma barreira no momento de buscar por tratamentos.

Acontece que, muitas vezes, os idosos acabam por julgar que seus problemas emocionais são sinais de fraqueza e/ou que serão vistos como um fardo para suas famílias ou cuidadores, o que pode levar a sentimentos de vergonha e isolamento e impedir que eles procurem a ajuda necessária.

Como um plano de saúde pode ajudar nessas questões

Diante do contexto acima detalhado, um plano de saúde pode ser uma valiosa ferramenta de suporte para idosos, especialmente no que se refere a lidar com problemas de ordem mental.

Algumas razões para isso incluem:

Cobertura para serviços de saúde mental

Planos de saúde podem fornecer coberturas para serviços de saúde mental, como consultas com psicólogos e psiquiatras, o que pode ser especialmente importante para idosos que têm dificuldades em acessar esses serviços de outra forma, seja por motivos financeiros ou geográficos.

Acesso a programas de suporte.

Além disso, os planos de saúde podem fornecer acesso a programas de suporte que ajudam os idosos a lidar com problemas emocionais e psicológicos.

Esses programas podem incluir grupos de apoio, aconselhamento, terapias ocupacionais e outras, e podem também fornecer informações e recursos sobre como lidar com questões específicas de cada paciente.

Coordenação de cuidados

As equipes dos planos de saúde podem coordenar os cuidados de saúde mental dos idosos para garantir que eles recebam o suporte adequado.

Isso pode envolver a coordenação de cuidados entre médicos, terapeutas e outros profissionais de saúde mental para garantir um tratamento eficaz e abrangente.

Gerenciamento de casos

Os planos de saúde contam com ferramentas de gerenciamento de casos para idosos que precisam de ajuda para lidar com problemas de saúde mental mais complexos, o que pode incluir a identificação de necessidades específicas, a coordenação de serviços e o monitoramento do progresso do tratamento.

Equipes multidisciplinares especializadas

Por fim, os planos de saúde têm equipes multidisciplinares especializadas em saúde mental para garantir um atendimento de qualidade e personalizado aos idosos e que podem incluir profissionais como psiquiatras, psicólogos, assistentes sociais e enfermeiros especializados em saúde mental.

Em suma,os planos de saúde ajudam a tratar a saúde mental dos idosos com recursos como consultas e terapias alternativas. Programas de prevenção e rede de apoio e suporte também estão disponíveis. O acesso a medicamentos prescritos também é coberto pelos planos de saúde. O tratamento da saúde mental dos idosos deve ser integrado e multidisciplinar, envolvendo profissionais de saúde, familiares e cuidadores.

 

Gostou do artigo e gostaria de ter um plano de saúde para cuidar melhor da sua saúde mental? Conte com o MedSênior!